Sindicato dos Atletas da Bahia

SALVADOR, 18 DE DEZEMBRO DE 2017
Redes
banner

A História


Conheça a história do Sindap/BA e veja como ele ajuda milhares de atletas em todo o Estado da Bahia



O Sindicato dos Atletas Profissionais do Estado da Bahia - SINDAP/BA foi criado a partir da união de dois ex-atletas considerados como referência no futebol baiano. 

Um deles é ex-atacante Osni, que defendeu as cores dos rivais Vitória e Bahia. Conhecido por sua pequena estatura mas de grande futebol, Osni segue hoje como líder  fora das quatro linhas atuando como presidente da entidade.

O ex-goleiro Ronaldo Passos, Campeão Baiano de 1988 com o tricolor e que também atuou no rival Vitória, faz parte do time montado por Osni Lopes. Advogado, Ronaldo foi tri-campeão baiano pelo Rubro Negro e recebeu a missão de auxiliar os atletas em questões jurídicas.




PRESIDENTE


Osni começou a carreira no Cobrasma, time amador de Osasco. Passou pela base do Corinthians e chegou ao Santos, em 1968, permanecendo no alvinegro até o fim de 1971, quando chegou ao Vitória.

No rubro-negro baiano virou ídolo, jogando lá até 1976. Fez parte do elenco da histórica conquista do Baianão de 1972, que viria a ser o único título estadual conquistado pelo Leão na década de 1970.

Era famoso também pelas cenas que protagonizava no alto dos seus 1,56 metros de altura dentro de campo. A mais notável, sem dúvidas, foi ainda no Campeonato Baiano de 1972, quando o Vitória enfrentava seu maior rival, o Bahia, no estádio da Fonte Nova. O baixinho deixou Romero, zagueiro do tricolor, no chão após driblá-lo, sentou sobre a bola e chamou outros jogadores do adversário para virem tentar marcá-lo. A façanha resultou numa grande briga dentro de campo, envolvendo quase todos os jogadores de ambos os times.

Depois de dois prêmios Bola de Prata e de convocações para a Seleção Brasileira, em 1977 foi para outro rubro-negro, dessa vez o Flamengo. Jogou apenas um ano e poucos meses no time carioca.

De lá foi para o Bahia, em 1978, onde também foi ídolo, por marcar vários gols, inclusive contra o Vitória, seu antigo clube. Era também famoso por marcar muitos gols de cabeça, mesmo sendo baixinho. Teve mais duas passagens pelo Tricolor de Aço para se consagrar, sendo a segunda em 1980 e a terceira, mais longa, em 1982, ficando até 1984, quando foi tricampeão baiano. Ele é o 6º maior artilheiro da história do Tricolor, com 138 gols marcados. Entre essas temporadas pelo time de Salvador, Osni jogou ainda no Maranhão, em 1979, e no Santa Cruz, em 1981. Terminou a carreira no Leônico no ano seguinte.

Roberto

Goleiro

Sérgio

Goleiro

Diego Ceará

Atacante

Fausto

Volante

Rafael Granja

Meia

MARIO CATARINO

Meia-direita

Matheus Reis

Volante Armador

Júnio Miranda

Volante Armador

Welber Santos

Meia-Esquerda

MACULA

Treinador

BandeiraSINDICATO DOS ATLETAS PROFISSIONAIS DO ESTADO DA BAHIA

Rua Arthur de Azevedo Machado, Nº 497, Loja 107, Shopping Bahiamar. Costa Azul

CEP – 41760-000  SALVADOR – BAHIA

email: sindapbahia@bol.com.br  skype: sindap.bahia  Tel. 71-3272-1536